domingo, 17 de junho de 2012

e quando a gente perde a chave que nos leva ao jardim secreto do imaginário?

2 comentários:

  1. Drummond já dizia: http://www.casadobruxo.com.br/poesia/c/procura.htm

    Você tem a chave, senhorita...

    Abração.

    ResponderExcluir

Pequena crônica poética – sobre os lençóis

Paisagens mutantes, vento e areia minúsculos pontos brilhantes envolvidos num sopro. Sopros e pontos brilhantes construindo relevos. Lá ...