terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Oração silenciosa

Sussurro no ouvido de Deus,

Porque pequena que sou,
Admiro-me com as grandezas do mundo
Com a dor do mundo.
Sussurro no ouvido de Deus.
Sem conseguir alcançar seus mistérios.

Quando todo meu ser,
deleita o dom
de sentir a vida
com toda gama de cores existentes.
[das frias ás vibrantes]
do riso frouxo a lágrima estridente
todo antagonismo de viver.

É Deus sussurrando
de volta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pequena crônica poética – sobre os lençóis

Paisagens mutantes, vento e areia minúsculos pontos brilhantes envolvidos num sopro. Sopros e pontos brilhantes construindo relevos. Lá ...