sábado, 2 de agosto de 2014

Astronomia da criança

                                   ( para Jamária )


Tão extensa  à noite para meus adultos olhos,
cabe sempre o espanto em cada mirada
meus adultos olhos compreendem vagamente
corpos celestes, estrelas mortas, via láctea, satélites, translação, rotação.

Nos pequenos olhos infantis
espanto, diante do negro salpicado de pontinhos brilhantes,
vira certeza após testes de mudança de direção,
- Mamãe a lua me segue por todo o mundo!
e os dedinhos em riste pleno de certezas.


Meus olhos adultos esquecem todas as constatações cientificas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Hoje não tem poesia

Tem sido difícil tentar explicar o óbvio. Eliane Brum nos diz que vivemos numa crise de palavras, na qual diferente do período da censura a...