quarta-feira, 25 de maio de 2011

Pequena crônica poética – partitura musical

No oco da pausa musical


habita o silêncio,

a nota é figura

de vibração.

Lanço-me em seus antagonismos,

em íntimo gozo.

Um comentário:

Pílula poética - assepsia

Assim suspensa no silêncio da casa me movo, e meus pós acumulados pelos anos como aspirar? [alguém aspira? – eu só sei inspirar] Minhas ...