terça-feira, 5 de setembro de 2017

De Cortázar - esperanças

Tem dias de esperança
aquilo que passa por você.
Um sentir, de não estar.

Dias de esperança
são difíceis,
tudo fica ali no quase.
Quase feliz
Quase triste.

Dias de esperança
aquele mormaço.

Contemplar o vazio de si,
Esse silêncio.

Estados de latência.

sábado, 2 de setembro de 2017

Entre breve e longo

E tudo se vai?
e o que se quer segurar?
Estamos a ir,
tudo tão rápido
Só esse instante
que fica entre
            falas
            silêncios
            pausas
tão rápido
quando se quer parar o tempo.

O tempo do corpo
O tempo das coisas dentro da gente
antagonistas

Tão rápido
Tão suficiente.

Pílula poética - assepsia

Assim suspensa no silêncio da casa me movo, e meus pós acumulados pelos anos como aspirar? [alguém aspira? – eu só sei inspirar] Minhas ...