terça-feira, 18 de julho de 2017

Pequena crônica poética – sobre os lençóis

Paisagens mutantes,
vento e areia
minúsculos pontos brilhantes envolvidos num sopro.
Sopros e pontos brilhantes construindo relevos.
Lá do céu caem águas,
Enchendo os vazios brancos,
de azuis-verdes
Pode uma paisagem feita de morte ser bonita?
Manto branco encobrindo a restinga,
resistir à delicadeza voraz das areias dia após dia.
Além da imensidão branca...
um rio, graça da vida,
as gentes de lá, miram pra ele enamoradas.
Achei então que as gente de lá são assim banhadas de rio.



Pequena crônica poética – sobre os lençóis

Paisagens mutantes, vento e areia minúsculos pontos brilhantes envolvidos num sopro. Sopros e pontos brilhantes construindo relevos. Lá ...