quinta-feira, 5 de março de 2015

Pequena crônica poética – fluminenses

Primeiro foram os morros,
Insurgências do oco da terra,
os homens galgam os morros com as casas,
relações abstratas de apoio.
Alguns foram tingidos em cinza
outros, resistem ainda verdes.

Relevo de desenho pouco útil
| como viu Elizabeth Bishop|
De arredondados libidinosos

olho fica cheio de assanhamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Trovinha celeste

Moro numa cidade onde a noite entra no dia abruptamente. Eu tenho saudades do entremeio do pôr do sol, a noite come o dia devagarinho, ...