sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Poeminha confessional

Ouvi a confissão de minha irmã
Pouco capturei desses algoritmos.

com o olhar cheio de compreensões mudas
laços familiares,
lhe digo que pouco tenho da rigidez do número.
Assombros vieram sempre das palavras.


Palavra é desdobrável. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pequena crônica poética – sobre os lençóis

Paisagens mutantes, vento e areia minúsculos pontos brilhantes envolvidos num sopro. Sopros e pontos brilhantes construindo relevos. Lá ...