segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Sobre as secas e agostos


Agostos ácidos,
com a terra abrindo-se em veios,
colorindo o céu de ocre,
sob tempestades vermelhas.
O verde esmaecido,
Todas as naturezas derretem
na torridez do sol,
amarelos, roxos
irrompem por sobre o ocre,
em meio ácido.

Pequena crônica poética – sobre os lençóis

Paisagens mutantes, vento e areia minúsculos pontos brilhantes envolvidos num sopro. Sopros e pontos brilhantes construindo relevos. Lá ...