terça-feira, 3 de maio de 2011

Objetos inexistentes – fixador de atenção

Sinto que meus olhos

Despregam-se de suas obrigações,
Tantos estímulos,
Produzem aceleração do piscar.

Meu pobre olho
de natureza já titubeante
obrigado a este frenesi
de piscadelas
pouco captura.

Onde está o spray de atenção?
com efeito de descongestionante nasal.

Um comentário:

Hoje não tem poesia

Tem sido difícil tentar explicar o óbvio. Eliane Brum nos diz que vivemos numa crise de palavras, na qual diferente do período da censura a...