sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

A Louca

Porque de tempos
em tempos,
os anelos
me tomam,
o corpo ondula solitário
na música.

São os anelos rompidos
que ajudam a carregar
a severidade da vida

2 comentários:

  1. Ei, Raquel,
    vi sua mensagem no meu blog, sobre o trabalho final de graduação (que você viu no vazio s/a). :)
    Obrigada! Fico bem alegre por aquilo tudo fazer sentido para outras pessoas. Não tem muito além daquilo, só as pranchas com desenhos técnicos dos 16 espaços públicos e mais alguns desenhos ilustrativos de cada espaço. E sobre os desenhos, eu tenho a maior vontade de fazer uma animação, seria divertido! Mas sei que é um trabalho bem mais complexo.. :)
    Beijo,
    Lígia

    ResponderExcluir
  2. bacana estas delineações. do tipo de poemeto que me apetece o umbigo. abraços!

    ResponderExcluir

Exercício urbano

Fui tomada pelo insano desejo de ver o chão, difícil abaixar os olhos, ensinar a métrica do chão nesse olho tão viciado em céu. chão mor...