sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

A Louca

Porque de tempos
em tempos,
os anelos
me tomam,
o corpo ondula solitário
na música.

São os anelos rompidos
que ajudam a carregar
a severidade da vida

Pílula poética - assepsia

Assim suspensa no silêncio da casa me movo, e meus pós acumulados pelos anos como aspirar? [alguém aspira? – eu só sei inspirar] Minhas ...