sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

A Louca

Porque de tempos
em tempos,
os anelos
me tomam,
o corpo ondula solitário
na música.

São os anelos rompidos
que ajudam a carregar
a severidade da vida

Hoje não tem poesia

Tem sido difícil tentar explicar o óbvio. Eliane Brum nos diz que vivemos numa crise de palavras, na qual diferente do período da censura a...