domingo, 18 de outubro de 2009

Ecdise

Há dias de suavidade
Em que todos os sentidos
Desabrolham-se.

Outros de total aspereza,
ecdise sentimental.
Em que o envoltório de mim
é couraça impenetrável,
feito de densas arrebentações
não há o que fazer.

Somente esperar o fim.

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Chuvas

No setembro
tem chuvas.
Nas chuvas
brotam cigarras.
Cigarras
cigarilham
estridentes
dentro
dos meus
orifícios.

ci ga rra | ci ga rra

Nome, som
incrustantes.

ps: há tempos a palavra e o bichinho me perseguem, especificamente as 11:00 hs, quando passo para ir almoçar...

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Pirimpolar

Chuva miúda pirimpola
nas sombrinhas,
telhados,
ruas,
gentes
Pirimpolam em tudo.
Se cresce,
revira pelo avesso.

Mares brilhantes

Tudo chega tão rápido, Mares infinitos que se abrem por meio de telas brilhantes. Tanto mais eu nado, mais me afogo. Bits brilhantes de m...