sexta-feira, 17 de abril de 2009

Da modorrice

O ar, o vento, esse tempo
Resseca-me por dentro
Não há brisas.

A modorra dessa paisagem
Me embrutece
Previsibilidade
Do senhor na esquina,
Da mulher a limpar a calçada.
segunda-feira,
terça-feira,
quarta-feira,
quinta-feira,
sexta-feira,
sábado,
domingo
sucessão
de dias.
Regressão
de mim.
Morte do meu olhar.

Pequena crônica poética – sobre os lençóis

Paisagens mutantes, vento e areia minúsculos pontos brilhantes envolvidos num sopro. Sopros e pontos brilhantes construindo relevos. Lá ...